Reaberto ao público no último dia 9 de janeiro, o Museu Oscar Niemeyer é uma boa opção de lazer durante a pandemia da covid-19. Isso porque o espaço de 35 mil metros quadrados agora só pode receber 200 pessoas ao mesmo tempo.

Esse é um dos itens de segurança adotados pela administração do MON para permitir a visitação com segurança. Sem contar que nas salas expositivas, o limite é ainda menor, dependendo do tamanho do espaço.

+ Leia também: Sete restaurantes ao ar livre para ir em segurança em Curitiba

Apesar da pandemia, o museu inaugurou diversas exposições físicas, que agora podem ser vistas pelo público. Entre elas estão “Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses – Segunda Edição”; “Tony Cragg – Espécies Raras”; “A Violência sob a Delicadeza”, de Vera Martins; “Yutaka Toyota – O Ritmo do Espaço” e “Fernando Velloso por ele mesmo”.

Mesmo com a limitação de pessoas, o MON sugere que os visitantes busquem horários de menor movimento, especialmente pela manhã ou depois das 16h. Além disso, é preferível que o ingresso seja comprado pelo site do museu para não precisar passar pela bilheteria no local.

Nas entradas do Museu Oscar Niemeyer é aferida a temperatura dos visitantes e tapetes desinfetantes foram instalados para a higienização dos calçados. Além disso, estão disponíveis totens com álcool em gel 70% para higienizar as mãos.

O MON fica aberto para visitação entre terça e domingo, das 10h às 18h.