Vai chegando o Natal e as casas vão ficando mais bonitas e iluminadas. Muita gente espera ansiosa por essa festa que deixa tudo mais alegre e cheio de cores. O espírito natalino invade todos os cantos da cidade e, para quem gosta de decoração, é hora de usar a criatividade.

LEIA TAMBÉM:

>> Cinco receitas fáceis, baratas e gostosas de sobremesas para a Ceia de Natal

>> Ceia de Natal por encomenda é uma opção em Curitiba. Veja sugestões de kits prontos

>> Foto com o Papai Noel em shoppings de Curitiba: veja datas, horários e preços

Unir a tradição dos símbolos e as novidades decorativas pode ser uma tarefa muito divertida para toda a família. Com objetos mais extravagantes ou com aquelas peças mais simples, o que importa mesmo é viver bem o Natal.

De acordo com a liturgia da Igreja Católica, o momento ideal para começar a montar as decorações de Natal é o início do Advento – que significa “o que está para vir”. Neste tempo, os fiéis se preparam espiritualmente para o nascimento de Jesus e os símbolos natalinos ajudam a criar uma atmosfera de expectativa.

LEIA AINDA – Divulgada programação de eventos da temporada de verão no Litoral do PR

Significado dos símbolos do Natal

Estrela

Foto: Freepik/Gpointstudio

Simboliza a estrela de Belém que guiou os sábios de outras culturas em direção a Cristo. É um brilho de esperança e de luz que domina o céu escuro da nossa humanidade e nos convida a segui-la.

Velas

White candles lit with red flowers Free Photo
Foto: Freepik/Awesomecontent

As velas também lembram a estrela de Belém e a Luz de Cristo. No hemisfério norte, o Natal ocorre no inverno, estação em que a noite é mais longa que o dia. A vela vem solucionar esse estado de fria escuridão trazendo luz e calor.

Presentes

Pile of christmas presents over light wall on wooden table with cozy rug. christmas decorations Free Photo
Foto: Freepik/PVProductions

Os presentes lembram os presentes trazidos pelos reis-magos do oriente. O presenteado é Cristo, rei (por isso ouro), profeta (por isso mirra, representando a imortalidade) e sacerdote (por isso o incenso). Ao presentearmos nossos entes queridos, devemos nos lembrar que presenteamos o Cristo que habita em cada um de nós. Os presentes dos reis-magos foram acompanhados por uma reverência. Assim, o nosso presente para o outro é um compromisso de diminuir a realeza e orgulho que creditamos a nós mesmos e humildemente nos pormos a serviço, doando nossa vida, em um ato de amor para com aquela pessoa, e Cristo que nela habita.

O pinheiro, o verde e o vermelho

Cheerful girl holding christmas decoration and enjoying holidays Free Photo
Foto: Freepik/Aleksandarlittlewolf

As cores eram utilizadas ainda na era pagã e foram ressignificadas com o cristianismo. O verde simboliza a vida duradoura. É esse o sentido do pinheiro (ou abeto) que é símbolo da vida que resiste ao inverno rigoroso. O vermelho vem das pequenas frutas vermelhas com as folhas pontiagudas chamadas bagas (frutas) de azevinho. O nome em inglês fica muito mais charmoso: holly berry.

Bolas de Natal

Closeup of christmas decorations with bright colorful bokeh on background, christmas concept Free Photo
Foto: Freepik/Valeria Aksakova

As famosas e decoradas bolinhas de Natal também nos lembram os frutos, símbolo da vida nova e do renascimento constante. Este renascimento constante é visto no cristianismo como nossa transformação constante em Cristo e a renovação de nossas promessas batismais. Adicionalmente, o vermelho lembra o sangue de Cristo em que somos mergulhados para nascermos limpos e alvejados para uma vida nova.

Sinos

Woman holding small bell in hand Free Photo
Foto: Freepik

Os sinos batem anunciando a chegada de Cristo na noite de Natal.

Guirlanda

Guirlanda, Flores, Floral, Poinsétias, Natal, Inverno
Foto: Pixabay/Imagesbykim

O círculo lembra o amor sempiterno de Deus por nós: sem começo e sem fim. A circularidade também nos recorda da união sem interrupções da família, da comunidade e de toda a humanidade.

Presépio

Bebê, Bebê Jesus, Bethlehem, Aniversário, Filho
Foto: Pixabay/Articgoneape

É creditado a São Francisco de Assis a tradição de montar a cena do nascimento de Jesus. O presépio pode ser simples, com Jesus na manjedoura, Maria e José ao lado e de peça única, ou complexo com peças em tamanho real, ou até pessoas e animais reais encenando o acontecimento. A sagrada família nos lembra que Jesus, mesmo sendo Deus, decidiu se fazer um de nós, com simplicidade e pobreza. É tradicional ter um presépio com a manjedoura vazia que deverá ser preenchida com o Menino Jesus na noite do Natal. Isso nos ajuda a criarmos a expectativa para a chegada de Jesus.

Pantanal

Juma atira nos pés de Jove

Loterias

Veja o resultado das loterias desta terça-feira!

Inverno Chegou

Veja como será o primeiro dia de inverno em Curitiba

Além da Ilusão

Lorenzo declara seu amor por Letícia