Um passeio sensorial que recria elementos do universo da fauna e da flora brasileira e mundial a partir de esculturas do artista e designer carioca Marcos Scorzelli será aberto aos paranaenses. Curitiba foi o cenário escolhido para a estreia da exposição de artes visuais ´Jardim Sensorial´, que chega a um dos cartões-postais da cidade, a Ópera de Arame (R: João Gava, 920) e fica em cartaz até 03 de julho

Idealizado e realizado pela Guanabara Produções Culturais por meio da Lei de Incentivo à Cultura, a mostra traz obras que estarão em um jardim pensado para criar encantamento e também para instigar a curiosidade de quem o visita, com formas tridimensionais e uma explosão de cores vibrantes, que se propõe mostrar mais do que os olhos estão acostumados a ver. 

+ Leia mais: Shopping realiza oficinas infantis de Dia das Mães para produção de presentes 

A visitação é aberta de terça a domingo, das 10h às 18h e tem o valor simbólico para entrar no espaço de R$15,00 (inteira)/ R$7,50 (meia-entrada).

Jardim Sensorial busca estimular as percepções dos visitantes de forma lúdica e surpreendente. A fauna será representada por uma série de dezesseis esculturas tridimensionais de animais e cinco peças que representam a flora da cidade. Criadas a partir do universo da geometria, as peças gigantes seguem uma técnica de dobradura e são resultantes do vinco e corte da chapa de aço sem soldas, recortes ou sobra de material. 

“O Marcos tem um trabalho fantástico em que ele traz a chapa metálica com dobraduras, como se fossem origamis em tamanho gigante. São peças que têm alma, que têm identidade e que conversam com a gente. E mais do que isso, são peças que permitem a interatividade, que as crianças podem manipular. Elas conversam e criam uma conexão forte com as pessoas, são peças com expressão e com alma. Nada mais interessante do que trazê-las para a Ópera de Arame”, revela Felipe Guerra, que assina a curadoria da mostra. 

+ Veja também: “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” é um terror estilo Disney para Marvel

“A Ópera de Arame foi uma obra de arquitetura construída 100% em estrutura metálica, dentro de uma antiga pedreira de Curitiba, em apenas três meses, para abrigar o primeiro Festival de Teatro de Curitiba. Então, essa arquitetura metálica vai conversar perfeitamente com as obras metálicas do Marcos. E os espaços entre a arquitetura e a natureza vão servir perfeitamente como pano de fundo para essas peças. Teremos uma conexão, uma conversa direta entre a arquitetura, a natureza e as artes”, completa Felipe.

“Meus animais são ao mesmo tempo a continuidade do sentido lúdico e a problematização da geometria. Nesse sentido, adequam-se ao desenvolvimento de um viés educativo, explorado agora nessa exposição. A aparente simplicidade da transformação de uma forma geométrica plana em um volume espacial complexo, travestido de figuras de bichos coloridos, dinâmicos e cheios de personalidade, vai certamente encantar toda a família. Desde que eu pisei em Curitiba, estou inquieto para criar um dos símbolos da cidade – a capivara, que será feita especialmente para esta mostra.”, comenta o artista e designer Marcos Scorzelli.

Acessibilidade e Social

Pensada para ser totalmente acessível, a exposição Jardim Sensorial conta com QR codes de audiodescrição em todas as esculturas. Além disso, uma versão on-line da mostra em 3D ficará disponível para visitação gratuita no site da produtora

+ Pontada na coluna: Minha nova obsessão é subir minha nota no app de carona

Em paralelo à exposição, serão realizadas também ações sociais externas, como uma oficina criativa com materiais da natureza para 500 alunos de escolas da rede pública de Curitiba, além de palestras para professores.

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.