Para reduzir os riscos de contaminação por coronavírus na ceia de Natal deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba publicou uma série de orientações para que as famílias sigam. A principal delas é para que o encontro famíliar seja com o menor número possível de pessoas.

LEIA MAIS – Natal e Ano Novo na pandemia: as dicas de segurança pra não ‘azedar’ festas em família

Ou seja, nada de aglomeração, pois como disse à Gazeta do Povo o secretário estadual de Saúde do Paraná, o médico Beto Preto, aglomeração não ocorre só na balada e em barzinho: ela pode acontecer na sala da própria casa, com poucas pessoas, se elas não estiverem se cuidando.

LEIA AINDA – Já decorou sua casa pro natal? Preços variam e lojas têm menos estoque em Curitiba

Confira abaixo as orientações da prefeitura para que o Natal de 2020 seja um encontro de esperança, e não um encontro de despedida:

Quantidade de pessoas

Evite convidar muita gente para passar o Natal na sua casa. Restrinja a lista a pessoas do convívio diário ou do núcleo familiar mais próximo e restrito. Se alguém estiver com sintomas de crise respiratória, como dificuldade de respirar, febre, dor de cabeça, dor de garganta ou coriza, nem pensar em passar o Natal com os outros. Neste caso, mantenha-se isolado em casa e informe a Central Covid-19 pelo telefone (41) 3350-9000 para ser acompanhado.

Distanciamento social e máscara

Assim como em qualquer ambiente, a ceia de Natal deve respeitar o distanciamento social de 1,5 m entre cada pessoa e todos devem usar máscara, mesmo sendo parentes próximos. A máscara só deve ser retirada no momento da ceia. E mesmo assim, o ideal é que cada pessoa se alimente respeitando a distância de 1,5 m uma da outra. Aperto de mão, beijos e abraços devem ser evitados. Opte pelo cumprimento com os cotovelos.

Local arejado

Opte por fazer a ceia em um local arejada. No caso de casas, botar a mesa no quintal, com ambiente a céu aberto, é uma boa opção. Mantenha as portas e janelas abertas ao longo de todo o encontro para que o ar fique arejado.

Álcool gel

Disponibilize álcool gel para todos os convidados. Se for possível, em mais de um ambiente, mas principalmente na mesa onde será a ceia de Natal. Antes de se alimentar, todos devem higienizar as mãos.

Copos, pratos e talheres

Ninguém deve compartilhar copos, pratos e talheres durante a ceia de Natal. Ao arrumar a mesa, só disponibilize esses utensílios no momento de servir a comida. Ao ser servir, o ideal é que cada pessoa mantenha a máscara no rosto para não contaminar o alimento.

Papai Noel

Caso a família opte pela visita de um Papai Noel para simbolizar o Natal, ele deve estar de máscara o tempo todo e higienizar as mãos constantemente. E atenção: contato do Papai Noel com as crianças e outros familiares não são recomendáveis. Mesmo sendo o Bom Velhinho, melhor manter a distância de 1,5 m para evitar o coronavírus.

Depois da ceia

Se alguém que compareceu à ceia de Natal apresentar sintomas de Covid-19 deve se isolar imediatamente e avisar as outras pessoas que estavam no encontro. Além disso, deve entrar em contato imediatamente com a Central Covid-19 da prefeitura pelo telefone (41) 3350-9000 para ter acompanhamento médico. O nome das pessoas que estavam na ceia neste caso terão de ser informados à autoridade de saúde. Assim, a prefeitura poderá acompanhar se cada uma delas se infectou ou não.